24 de Novembro de 2017 / às 23:04 / em 22 dias

Apesar de contratempos, presidente da Colômbia e ex-líder rebelde reiteram compromisso com acordo de paz

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o ex-líder rebelde das Farc, Rodrigo Londoño, prometeram um ao outro nesta sexta-feira contínuo apoio ao acordo de paz que assinaram há um ano, apesar de lento progresso em partes do acordo.

Ambos falaram em um evento para marcar o aniversário do acordo final entre o governo de Santos e o grupo à época conhecido como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, que acabou com uma guerra de 52 anos que matou mais de 220 mil pessoas.

As Farc, agora um partido político, criticaram o governo por permitir algumas mudanças no acordo após uma decisão judicial sobre uma lei transitória que irá criar tribunais para julgar líderes rebeldes por crimes de guerra.

    O acordo continua profundamente impopular entre muitos colombianos, que criticam os dez assentos congressionais garantidos às Farc até 2026 e querem que rebeldes condenados sejam presos, ao invés de cumprirem sentenças alternativas como remoção de minas terrestres.

O governo diz que o acordo salvou milhares de vidas e irá permitir que o país foque na luta contra gangues criminosas e crescimento da economia.

    “Eu sei que as Farc possuem reclamações e preocupações”, disse Santos em discurso no evento de aniversário. “Mas não tenham dúvidas – nós iremos continuar a cumprir o acordo”.

    “Construir paz é o maior, mais importante, mais valioso desafio que qualquer país pode ter”, acrescentou. “Por conta disto eu convidei vocês, do fundo do meu coração, por vocês, por nós, por nossas crianças, para continuar avançando”.

Londoño, mais conhecido por seu nome de guerra, Timochenko, disse que rebeldes haviam mantido palavra, entregando milhares de armas à Organização das Nações Unidas e se convertendo em um partido político, no qual mantiveram as iniciais do grupo.

“Nós somos um partido sério e não iremos recuar de nenhum dos termos aceitos. Nós temos certeza que milhões de colombianos que sonham com um fim ao conflito estão conosco, irão lutar por soluções políticas e entender que a paz é alcançável”, disse Londoño.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below