7 de Dezembro de 2017 / às 13:22 / em 10 dias

Juiz argentino pede por prisão de ex-presidente Cristina Kirchner, diz agência

BUENOS AIRES (Reuters) - Um juiz argentino indiciou e pediu que a ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner seja presa por supostamente tentar ocultar o papel do Irã na explosão de um centro comunitário judaico em 1994, relatou a agência de notícias estatal Télam nesta quinta-feira.

Ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, durante cerimônia no Senado, em Buenos Aires 29/11/2017 REUTERS/Marcos Brindicci

Como Cristina é uma senadora, o Congresso precisaria aprovar a remoção de sua imunidade parlamentar antes que ela possa ser detida. O juiz federal Claudio Bonadio também indiciou e pediu que o ex-ministro de Relações Exteriores de Cristina, HectorTimerman, cumpra prisão domiciliar, segundo a agência.

Anteriormente, tanto Cristina Kirchner como Timerman negaram ter cometido qualquer irregularidade.

Por Caroline Stauffer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below