for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Vazamento sobre Rússia irrita Trump e frustra chefe de gabinete, dizem fontes

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante cerimônia em Washington 20/03/2018 REUTERS/Leah Millis

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ficou irritado e seu chefe de gabinete frustrado nesta quarta-feira por um vazamento de informações dizendo que Trump havia sido alertado por assessores para não parabenizar o presidente da Rússia, Vladimir Putin, por vencer uma eleição que foi amplamente vista como fraudulenta.

Trump disse a repórteres na terça-feira que havia parabenizado Putin por sua reeleição e que os dois líderes fizeram planos provisórios para se encontrar no “futuro não tão distante”.

A felicitação de Trump a Putin foi criticada por senadores de seu próprio Partido Republicano, que chamaram a eleição de domingo de fraude. O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, disse que há uma “falta de credibilidade no cálculo do resultado”.

O Washington Post relatou mais tarde que Trump não seguiu alertas específicos de seus assessores de segurança nacional sobre Putin, incluindo uma frase em seus documentos de briefing que dizia “NÃO PARABENIZE”.

Um confidente de Trump que pediu para não ser identificado disse que Trump estava irritado com o vazamento e uma autoridade da Casa Branca disse que o chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly, estava “frustrado e profundamente desapontado”.

Autoridades do governo não contestaram a exatidão da reportagem do Post sobre o alerta, mas disseram que é incerto se o presidente havia realmente visto o memorando e que seu briefing verbal não incluiu o aviso.

“Se esta história estiver correta, isto significa que alguém vazou os documentos de briefing do presidente. Vazar tal informação é uma ofensa para demissão e possivelmente ilegal”, disse uma autoridade sênior da Casa Branca, que pediu anonimato.

O parabéns de Trump a Putin reviveu críticas de que Trump tem sido muito relutante em criticar o líder russo e retaliar pelo envolvimento russo na eleição presidencial de 2016, que Trump venceu.

Autoridades da Casa Branca disseram que Trump está com menos confiança em Putin por conta de atividades russas na Ucrânia, Síria e outros locais.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up