April 7, 2018 / 5:28 PM / 6 months ago

Homem joga van contra restaurante na Alemanha, deixa dois mortos e se mata

MUENSTER, Alemanha (Reuters) - Um homem avançou com uma van sobre um grupo de pessoas sentadas na área externa de um famoso restaurante no antigo centro da cidade de Muenster, no oeste da Alemanha, neste sábado, matando duas pessoas antes de se matar, disseram autoridades policiais e estaduais.

Polícia bloqueia uma rua perto dolugar onde um homem avançou com um veículo contra um grupo de pessoas sentadas em frente a um restaurante popular no centro da cidade velha de Muenster 7/04/ 2018.

A van atingiu pessoas que estavam sentadas em mesas do lado de fora do restaurante Grosser Kiepenker, que é popular entre turistas na bonita cidade universitária.

Herbert Reul, ministro do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, onde está localizada a cidade de Muenster, disse à televisão alemã que o suspeito era um cidadão alemão e que “não havia indícios de um histórico islâmico”.

O porta-voz da polícia Andreas Bode disse anteriormente: “Às 15:27 (horário local), um veículo entrou na área externa do restaurante ... três pessoas morreram, 20 ficaram feridas e seis ficaram gravemente feridas.”

“O agressor se matou no veículo” , acrescentou Bode.

Reul disse que os três mortos incluíam o agressor.

O Frankfurter Allgemeine Zeitung informou em sua edição on-line que o agressor era Jens R., 48 anos, que vivia a cerca de 2 km da cena do crime.

A emissora ZDF disse que a polícia estava revistando seu apartamento e que ele tinha contato com extremistas de extrema-direita, mas até o momento ele não era um extremista de extrema-direita.

O Sueddeutsche Zeitung disse que o homem tinha problemas psicológicos. O Ministério do Interior da Renânia do Norte-Vestfália não confirmou nem negou a informação.

Bode disse que os investigadores estavam analisando a possibilidade de que outros suspeitos tenham fugido do local, apesar de não terem evidências de que esse é o caso, acrescentou.

O jornal Bild disse que a polícia está procurando por dois possíveis suspeitos adicionais depois que testemunhas disseram que viram duas pessoas saírem da van. Jens R. não tinha ficha policial, disse o jornal.

Uma porta-voz da polícia disse: “O perigo acabou”.

Martin Wiech, que disse ter estudado em Muenster, disse ao Der Spiegel que tinha ido a Muenster para ir às compras e que agora não podia voltar ao seu carro.

“Inacreditável que algo assim pudesse acontecer em Muenster. É uma das cidades mais pacíficas que conheço”, disse ele.

O incidente ocorreu um ano depois de um ataque com um caminhão em Estocolmo que deixou cinco mortos, e também evocou lembranças do ataque também com caminhão em dezembro de 2016 em Berlim, que matou 12 pessoas.

Reportagem adicional de Sabine Siebold

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below