April 10, 2018 / 1:47 PM / in 7 months

Mais de 130 mil pessoas fugiram da cidade síria de Ghouta Oriental em 4 semanas, diz ONU

Criança dorme dentro de mala no vilarejo de Beit Sawa, em Ghouta Oriental 15/03/2018 REUTERS/Omar Sanadiki

GENEBRA (Reuters) - A Organização das Nações Unidas (ONU) expressou preocupação nesta terça-feira com o “acentuado novo deslocamento” do enclave sírio de Ghouta Oriental, depois que a estimativa de mais de 133 mil pessoas fugiram em quatro semanas da região a qual agências de auxílio da ONU ainda não têm acesso.

Cerca de 45 mil das pessoas que foram deslocadas estão ficando em oito abrigos coletivos no interior de Damasco. Aproximadamente o mesmo número de mulheres, crianças, e homens idosos deixaram os abrigos lotados após triagem de autoridades do governo.

“Estamos cientes de que triagens estão acontecendo à medida que civis deixam Ghouta Oriental, mas, como vocês sabem, nós não fazemos parte dos atuais acordos de retirada e ou de suas implementações”, disse Andrej Mahecic, porta-voz da agência de refugiados da ONU, Acnur, em coletiva de imprensa.

Reportagem de Stephanie Nebehay

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below