April 17, 2018 / 10:28 PM / 5 months ago

Starbucks fará treinamento de tolerância racial em 8 mil lojas dos EUA

(Reuters) - O Starbucks vai fechar 8 mil lojas na tarde de 29 de maio, para submeter 175 mil funcionários a treinamento de tolerância racial em resposta a protestos e pedidos de boicote após a prisão de dois homens negros uma loja da Filadélfia.

A empresa disse nesta terça-feira que também fornecerá materiais de treinamento para trabalhadores que não pertencem à empresa nos cerca de 6 mil cafés licenciados da Starbucks que permanecerão abertos em locais como supermercados e aeroportos.

O anúncio da maior empresa de café do mundo acontece à medida que tenta esfriar as tensões após o incidente na semana passada, provocou acusações de discriminação racial na rede, que é alvo de uma campanha de boicote nas mídias sociais.

A controvérsia é o maior teste de relações públicas do novo presidente-executivo da Starbucks, Kevin Johnson, que já lutava para aumentar o tráfego da Starbucks em meio à concorrência de vendedores de café, desde cafés modernos até redes de fast food e lojas de conveniência.

“Embora isso não seja limitado ao Starbucks, estamos comprometidos em fazer parte da solução”, disse Johnson, que assumiu o comando há cerca de um ano.

Mesmo que o boicote ameaçado não se materialize, os fechamentos temporários de 8 mil lojas quase certamente terão impacto sobre as vendas. O Starbucks não informou quantas horas as lojas estarão fechadas no dia 29 de maio, mas a tarde é o período mais lento para os negócios do Starbucks.

Por Lisa Baertlein

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below