April 24, 2018 / 5:11 PM / 7 months ago

Movimento 5 Estrelas diz que busca negociar com PD na Itália e fecha as portas para a centro-direita

ROMA (Reuters) - O Movimento 5 Estrelas da Itália anunciou nesta terça-feira que quer ir em frente com negociações para uma coalizão de governo com o Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, e fechou as portas para novas discussões com o bloco de centro-direita.

Líder do 5 Estrelas, Luigi Di Maio 12/04/2018 REUTERS/Max Rossi

“Para mim, qualquer discussão sobre um governo com a Liga termina aqui”, disse o líder do 5 Estrelas, Luigi Di Maio.

A declaração foi dada horas depois de o PD dizer que estava disposto a manter conversações de coalizão com o movimento anti-establishment, desde que o grupo confirmasse que estava rompendo os contatos para uma aliança com a direita.

A Itália vive um impasse político desde as eleições inconclusivas no início de março, quando a aliança conservadora liderada pela Liga conquistar a maioria dos assentos e o 5 Estrelas emergir como partido único mais votado.

Nenhum grupo se aproximou de conquistar uma maioria parlamentar.

Contatos preliminares entre os dois grupos sobre a possibilidade de trabalharem juntos fracassarem em obter avanços, com o 5 Estrelas buscando apenas um acordo com a Liga, e não com seu aliado, o Forza Italia, do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

Cada vez mais irritado com o impasse prolongado, o presidente da Itália, Sergio Mattarella, instruiu o presidente da câmara baixa a buscar outra solução e ver se o PD, que sofreu uma pesada derrota em março, pode concordar em uma aliança com o 5 Estrelas.

Depois de se reunir com o presidente da câmara baixa, Roberto Fico, o líder interino do PD, Maurizio Martina, disse a jornalistas que consideraria negociações com o 5 Estrelas se “não houver qualquer possibilidade de um acordo entre o 5 Estrelas, a Liga e a centro-direita”.

Martina já havia indicado anteriormente que o PD iria para a oposição após a eleição e o partido está profundamente dividido sobre que futuro seguir.

“No espírito de uma cooperação leal, de não esconder as diferenças e as divergências nos pontos iniciais, também de um ponto de vista político sobre questões essenciais, prometemos examinar este possível curso de trabalho (com o 5 Estrelas) envolvendo nossos grupos de liderança”, disse Martina após as conversas com Fico.

Desde a eleição, o líder do 5 Estrelas, Luigi Di Maio, procurou repetidamente o líder da Liga, Matteo Salvini, mas na segunda-feira pareceu pela primeira vez ter desistido dele.

Agora Di Maio disse que se as negociações com o PD fracassarem, a Itália terá que realizar novas eleições, rejeitando as sugestões de que um governo de tecnocratas deveria ser estabelecido com um mandato limitado.

Reportagem de Crispian Balmer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below