June 15, 2018 / 3:35 PM / 3 months ago

Mais um assassinato político abala últimas semanas de corrida presidencial do México

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Atiradores mataram um prefeito que concorria à reeleição no México na quinta-feira, no segundo assassinato de um político em uma semana depois que um candidato que concorria a um cargo federal foi morto com um tiro na cabeça enquanto tirava uma selfie com um apoiador.

Seguranças armados durante campanha de candidato nas eleições do México 07/06/2018 REUTERS/Gustavo Graf

Pelo menos 113 políticos foram mortos na campanha eleitoral mais sangrenta do México na história moderna, e a violência parece estar se intensificando nas últimas semanas antes do pleito nacional no dia 1º de julho.

Assassinatos políticos abalam a atual campanha eleitoral, na qual eleitores decidirão sobre 3.000 cargos eletivos, incluindo a Presidência. 

O desencantamento é generalizado com o governista Partido Revolucionário Institucional diante dos recordes de violência e do lento crescimento econômico, o que têm ajudado a projetar a candidatura do esquerdista Andrés Manuel Lopez Obrador, que lidera as pesquisas. 

O prefeito candidato à reeleição Alejandro Chavez Zavala, da coalizão de direita-esquerda liderada pelo Partido de Ação Nacional (PAN), morreu em um hospital na quinta-feira enquanto seus ferimentos eram tratados, afirmou o governador de Michoacan, Silvano Aureoles, em uma publicação no Twitter. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below