June 16, 2018 / 2:48 PM / 3 months ago

Estado Islâmico reivindica autoria de ataque com carro-bomba que deixou ao menos 26 mortos no Afeganistão

CABUL (Reuters) - Um carro-bomba matou neste sábado pelo menos 26 pessoas em um encontro entre membros do Taleban e forças armadas afegãs na cidade de Nangarhar, disse uma autoridade, enquanto soldados e militantes em outras partes do país celebravam um cessar-fogo sem precedentes.

O Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado, que tinha como alvo “uma reunião de forças afegãs”, disse a agência de notícias do grupo, a Amaq, sem fornecer detalhes. O Taleban já havia negado envolvimento no ataque. [nL1N1TI08N]

Mais cedo, dezenas membros do Taleban desarmados entraram em Cabul e outras cidades do Afeganistão para celebrar o cessar-fogo, que coincide com o fim do jejum do Ramadã, com soldados e militantes trocando abraços e “selfies”.

Attaullah Khogyani, porta-voz do governo da província de Nangarhar, confirmou que um carro-bomba foi responsável pela explosão na cidade de Ghazi Aminullah Khan, na estrada principal de Torkham-Jalalabad. Anteriormente, ele havia dito que uma granada teria causado a explosão.

Ainda segundo o porta-voz, dezenas de pessoas ficaram feridas no atentado.

O Taleban anunciou um surpreendente cessar-fogo de três dias no feriado de Eid, que começou na sexta-feira e se sobrepõe ao cessar-fogo pelo governo afegão até quarta-feira.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, disse em discurso à nação que estenderia o cessar-fogo com o Taleban, sem indicar um prazo. Ele também pediu que o Taleban estendesse seu cessar-fogo, que se encerra no domingo. [nL1N1TI07X]

Não estava claro se Ghani sabia do atentado a bomba em Nangarhar no momento em que fez o discurso.

Membros do Taleban, com os tradicionais adornos na cabeça, entraram em Cabul pelos portões do sul e sudeste da cidade. Engarrafamentos foram formados com as pessoas parando para tirar fotos dos combatentes com suas bandeiras. O Taleban convidou a população a tirar selfies.

“Eles estavam desarmados e entregaram suas armas nas entradas da cidade”, disse o porta-voz da polícia de Cabul, Hashmat Stanekzai. Os armamentos serão devolvidos quando eles se retirarem.

O ministro do Interior, Wais Ahmad Barmak, encontrou-se com combatentes do Taleban em Cabul, de acordo com a Tolo News. A cena era algo impensável até duas semanas atrás.

Vídeos e fotos em sites de notícias mostravam soldados e militantes felizes e festejando com abraços e cumprimentos do Eid nas províncias de Logar, ao sul de Cabul, em Zabul, no norte, e Maidan Wardak, no centro. Algumas pessoas dançavam e aplaudiam enquanto transeuntes usavam seus smartphones para tirar fotos.

Reportagem adicional Mohammad Stanekzai e Ahmad Sultan

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below