June 17, 2018 / 3:00 PM / 3 months ago

Projeto de financiamento estudantil do presidente do Chile custaria US$ 8 bi em 4 anos, mostra relatório

SANTIAGO (Reuters) - A proposta do presidente chileno SebastianPinera de criar um programa custeado pelos cofres públicos para ajudar a reduzir o peso de financiamento estudantil custaria 8 bilhões de dólares em seus primeiros quatro anos, de acordo com um relatório do Ministério das Finanças citado pelo jornal local La Tercera neste domingo.

O relatório diz que a proposta de Pinera, que ainda precisa ser aprovado pelo Congresso do país, reduziria os custos do programa de financiamento existente, apoiado por bancos privados, em 66 por cento uma vez que seja implementado completamente em 2043, de acordo com La Tercera.

O Ministério das Finanças do Chile não estava disponível para responder imediatamente aos pedidos de comentários.

Pinera busca equilibrar a necessidade de controlar um déficit contra demandas de grupos de estudantes progressistas que pedem acesso universal a educação gratuita.

A nova proposta, anunciada inicialmente há duas semana, será chamada Financiamento Solidário para Educação Superior.

Os empréstimos terão uma taxa de juros de 2 por cento ao ano, a ser paga em até 180 prestações, sem exceder 10 por cento da renda do estudante.

Por Dave Sherwood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below