June 17, 2018 / 7:41 PM / 3 months ago

Candidato preso da minoria curda aparece na TV pela primeira vez em 20 meses

ANCARA (Reuters) - O candidato presidencial pela oposição curda que está preso fez sua primeira aparição na televisão em mais de um ano e meio neste domingo, apresentando um discurso de campanha antes das eleições da semana que vem.

Selahattin Demirtas, que está detido há cerca de 20 meses sobre acusações de segurança e pode receber uma sentença de até 142 anos se condenado, foi indicado pelo Partido da Democracia do Povo (HDP) como candidato no mês passado.

Um dos mais conhecidos políticos da Turquia, ele teve que conduzir sua campanha majoritariamente por redes sociais de sua cela na prisão na cidade de Edirne, enquanto a mídia turca ficou saturada com a cobertura do presidente Tayyip Erdogan e seus ministros.

Falando na emissora estatal TRT em uma fala planejada de 10 minutos, à qual ele tem direito sob a lei eleitoral, Demirtas disse que votar em Erdogan e seu partido AK significaria colocar o destino do país “entre os dois lábios de um homem”.

“A única razão pela qual ainda estou aqui é que a AKP tem medo de mim. Eles pensam que atar minhas mãos aqui e ir de praça em praça divulgando acusações contra mim é ser corajoso”, disse um Demirtas visivelmente mais magro.

“Eles estão abertamente violando a constituição ao me declarar culpado apesar de não haver decisão de condenação contra mim e estão tentando direcionar o público com informações erradas”, disse ele.

Por Tuvan Gumrukcu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below