June 20, 2018 / 4:11 PM / 5 months ago

Pessoas em busca de asilo tentam entrar na Europa com identidade de torcedor da Copa

HELSINQUE/SÃO PETERSBURGO (Reuters) - Pessoas de Marrocos, Nigéria, China, entre outros países, em busca de asilo tentaram entrar na Europa ilegalmente vindos da Rússia usando documentos de identidade de torcedores da Copa do Mundo, disse a polícia à Reuters nesta quarta-feira.

Bandeira da Finlândia em Helsinki 03/05/2017 REUTERS/Ints Kalnins

Elas entraram na Rússia usando ingressos da Copa do Mundo e identidades de torcedores, que Moscou está aceitando em vez de vistos durante o mundial. Então, elas seguiram para a fronteira com a Finlândia e a Noruega, ou então para a fronteira de Belarus com a Polônia, disseram autoridades dos três países.

A Rússia faz fronteira com vários países do Espaço Schengen, da União Europeia, composto por 19 nações cujas fronteiras podem ser cruzadas sem verificações.

Desde o começo da Copa na quinta-feira passada, cinco pessoas em busca de asilo de nacionalidades nigeriana, marroquina e chinesa, chegaram através do país-sede da Copa à Finlândia, usando ingressos para partidas do Mundial, disse um guarda fronteiriço da Finlândia.

“Nós estávamos preparados para isso, (sabíamos) que pessoas poderiam entrar na Rússia sem visto”, disse Marko Saareks, chefe de análise e risco da agência de segurança de fronteira da Finlândia.

“Mas foi uma surpresa que isso começou bem no início do torneio”, disse, acrescentando que soube que casos semelhantes aconteceram nos Estados bálticos e na Polônia.

Algumas pessoas tentaram atravessar a fronteira Rússia-Finlândia para entrar na Europa durante a crise de migração de 2015, quando mais de 1 milhão de pessoas, vindas principalmente da África e do Oriente Médio, foram para a Europa, em grande parte pelo Mediterrâneo.

Saareks disse que o cidadão nigeriano entrou na Finlândia na sexta-feira através da Rússia com um passaporte falso brasileiro, e no domingo três marroquinos entraram.

“Ele (os marroquinos) talvez tenham andado por 12 horas e conseguiram cruzar a fronteira territorial”, disse Ville Mihl, o chefe de investigação da guarda da fronteira.

O chinês pousou em Helsinque em um avião que saiu da Rússia portando apenas a identidade de torcedor da Copa do Mundo, segundo autoridades de fronteira da Finlândia.

Autoridades finlandesas estão investigando os casos por suspeita de violações de imigração.

Reportagem de Jussi Rosendahl e Denis Pinchuk

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below