June 26, 2018 / 10:38 AM / in 5 months

Presidente do Irã diz que país não cederá à pressão econômica dos EUA

Presidente iraniano, Hassan Rouhani 15/02/2018 REUTERS/Danish Siddiqui

LONDRES (Reuters) - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, prometeu nesta terça-feira que seu governo será capaz de lidar com a pressão econômica das novas sanções impostas pelos Estados Unidos, um dia depois que comerciantes se reuniram do lado de fora do Parlamento para protestar contra a queda brusca do valor da moeda iraniana.

A agência de notícias Fars relatou que partes do Grande Bazar de Teerã estavam em greve pelo segundo dia nesta terça-feira, com manifestantes entoando cantos contra o governo em ruas próximas. A Reuters não foi capaz de confirmar os relatos de imediato.

Defendendo seu histórico econômico, Rouhani disse que as contas do governo não foram afetadas nos últimos meses, e que a queda do rial é resultado de “propaganda da mídia estrangeira”.

“Até no pior dos casos, eu prometo que as necessidades básicas dos iranianos serão atendidas. Nós temos açúcar, trigo e petróleo suficiente. Nós temos moeda estrangeira suficiente para injetar no mercado”, disse Rouhani em discurso transmitido ao vivo na televisão estatal.

Washington irá impor novamente penalidades econômicas contra Teerã nos próximos meses, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou o país de um importante acordo nuclear com potências mundiais e o Irã.

Reportagem de Bozorgmehr Sharafedin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below