July 1, 2018 / 7:29 PM / 4 months ago

Russos protestam contra aumento de idade para aposentadoria, mas não em cidades da Copa

MOSCOU (Reuters) - Milhares de russos protestaram neste domingo contra a decisão do governo de aumentar a idade de aposentadoria, mas não houve manifestações nas cidades anfitriãs da Copa do Mundo devido às restrições de segurança durante o torneio.

Os protestos foram dirigidos por partidários de Alexei Navalny, o crítico mais proeminente do atual governo russo. Segundo Navalny, os protestos foram organizados em 39 cidades em todo o país. A maioria das manifestações havia sido aprovada pelas autoridades locais e não houve prisões.

O primeiro-ministro Dmitry Medvedev afirmou no mês passado que o governo pretende elevar a idade de aposentadoria em cinco anos para os homens - de 60 para 65 anos - e em oito anos para as mulheres, de 55 para 63 anos.

A razão para a reforma é tentar aliviar a pressão da previdência sobre os cofres do governo. Os críticos da proposta afirmam que a idade mínima acabaria sendo, em várias regiões do país, mais alta que a expectativa de vida.

Segundo algumas pesquisas, a aprovação do presidente Vladimir Putin teria caído de 75 para 69 por cento depois da apresentação da proposta.

Reportagem de Vladimir Soldatkin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below