July 5, 2018 / 9:45 PM / 4 months ago

Mulher que escalou Estátua da Liberdade se diz inocente após protesto

Patricia Okoumou deixa tribunal federal após audiência um dia após escalar a Estátua da Liberdade para protestar contra políticas de imigração, em Manhattan, Nova York 05/07/2018 REUTERS/Shannon Stapleton

NOVA YORK (Reuters) - Uma mulher de Nova York que escalou o pedestal de pedra da Estátua da Liberdade para protestar contra as políticas de imigração dos Estados Unidos se declarou inocente nesta quinta-feira de invasão, conduta desordeira e interferência com administração governamental, em sua primeira aparição em tribunal.

Therese Patricia Okoumou, de 44 anos, foi presa na quarta-feira após subir o pedestal da estátua e começar um impasse de três horas com a polícia, que levou ao esvaziamento do marco no feriado de Quatro de Julho, que celebra a independência dos EUA.

Após a breve citação de suas três acusações, a juíza magistrada Ona Wang ordenou que Okoumou fosse liberada da custódia federal.

Geofrrey Berman, procurador dos EUA em Manhattan, disse que o protesto de horas de duração foi uma “acrobacia perigosa” que colocou vidas em perigo.

“Embora tenhamos que respeitar e respeitemos os direitos das pessoas de protestar pacificamente, este direito não se estende à violação da lei de maneiras que coloque outros em risco”, disse Berman em comunicado.

Um grupo ativista chamado Rise and Resist informou em publicação no Facebook que Okoumou era parte de um protesto na base da estátua contra políticas imigratórias.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below