July 11, 2018 / 2:07 PM / 2 months ago

França comemora vaga na final da Copa do Mundo com alegria e esperança

PARIS (Reuters) - Milhões de torcedores franceses exaustos, mas radiantes, se recuperavam nesta quarta-feira de uma noite de comemorações pela vitória de 1 x 0 de sua seleção sobre a Bélgica em uma das semifinais da Copa do Mundo, um resultado que criou um clima raro, mas contagiante, de otimismo.

Torcedores franceses comemoram em Paris 10/07/2018 REUTERS/Gonzalo Fuentes

Entre aqueles que foram trabalhar, muitos mal chegaram a dormir em meio às festas e buzinaços desde as ruas de Paris até as menores praças de vilarejos de uma nação pulsando no ritmo das músicas da torcida.

A avenida Champs-Élysees e o círculo do Arco do Triunfo receberam estimados 200 mil torcedores, que dançaram, cantaram e beberam noite adentro.

A pergunta imediata na mente da maioria das pessoas nesta quarta-feira é quem disputará a final com a França. A Inglaterra enfrenta a Croácia na outra semifinal em Moscou nesta quarta-feira às 15h (horário de Brasíli).

Não há um consenso sobre qual time seria preferível —ou seja, mais fácil— para os franceses e sua esperança de triunfar em uma competição que só venceram uma vez, em 1998 e em casa.

Nas redes sociais, fãs de futebol dividiram espaço com comentaristas mais descontraídos, alguns dos quais estavam mais interessados nas ramificações históricas e políticas de um possível confronto entre as arquirrivais Inglaterra e França.

“Vencer a final contra a Inglaterra seria sublime, mas perder para eles seria tão terrível que estou torcendo pela Croácia”, disse um torcedor chamado Antoine no Twitter.

Outro participou fazendo graça dos rivais da França do outro lado do canal dizendo: “Acabei de conversar com um amigo inglês. Ele me disse que a Inglaterra enfrenta a Croácia nesta quarta-feira. Então eu brinquei ‘que coincidência, vamos enfrentá-los no domingo’”.

Canais de televisão e rádios franceses falaram de pouca coisa além de futebol, relegando a cobertura de temas mais sérios, como a tensa cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a alguns segundos. Aproximadamente 19 milhões dos 67 milhões de franceses acompanharam a vitória sobre os belgas, e esse número só deve aumentar na final.

Especialistas em futebol e celebridades elogiaram especialmente o rápido atacante Kylian Mbappé, e em Paris surgiu um grafite em um muro dizendo “Liberté, Egalité, Mbappé!”, um trocadilho com o bordão nacional “Liberté, Egalité, Fraternité”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below