July 14, 2018 / 7:39 PM / 4 months ago

Polícia do Reino Unido recupera 400 itens em investigação de assassinato por Novichok

LONDRES, (Reuters) - A polícia britânica de combate ao terrorismo informou neste sábado que recuperou mais de 400 itens como parte de sua investigação sobre o assassinato de uma mulher no sudoeste da Inglaterra que foi envenenada com o agente nervoso Novichok.

Dawn Sturgess, de 44 anos, morreu em 8 de julho, pouco mais de uma semana após ter sido exposta ao Novichok perto da cidade de Salisbury, onde o agente duplo russo Sergei Skripal e sua filha Yulia foram atacados com o mesmo veneno em março. Ambos se recuperaram posteriormente.

O companheiro de Sturgess, Charlie Rowley, de 45 anos, morador de Amesbury, cidade a poucos quilômetros de Salisbury, ainda está se recuperando no hospital após ter adoecido seriamente.

Na sexta-feira, a polícia disse que ele se tinha recuperado e identificado uma pequena garrafa na casa de Rowley, a qual acreditam ter sido a fonte da contaminação.

Eles disseram no sábado que “um número significativo (dos 400 itens recuperados) estão potencialmente contaminados” e foram enviados a laboratórios para análise.

“O trabalho está em andamento para estabelecer se o agente nervoso é do mesmo lote usado no ataque contra Sergei e Yulia Skripal em março e esta permanece uma das linhas principais de inquérito para a equipe de investigadores”, disse a polícia em comunicado.

O Reino Unido e seus aliados culparam a Rússia pelo ataque à família Skripal em março. Moscou rejeitou as acusações.

Por James Davey

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below