July 23, 2018 / 7:34 PM / in 2 months

Israel recusa oferta russa para manter forças iranianas longe de Golã, diz autoridade

JERUSALÉM (Reuters) - Israel rejeitou nesta segunda-feira uma nova oferta russa para manter as forças iranianas na Síria longe da linha de cessar-fogo nas Colinas de Golã, disse uma autoridade israelense, dificultando a tentativa russa de estabilizar o país.

Premiê israelense, Benjamin Netanyahu, participa de reunião do gabinete, em Jeurusalém 23/07/2018 Gali Tibbon/Pool via Reuters

O mais recente desentendimento aconteceu durante uma reunião entre o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e uma delegação russa enviada à Jerusalém, conforme as forças do governo sírio expulsam rebeldes perto de Golã.

A cautela de Israel foi ressaltada pelo lançamento de seu mais recente escudo antimísseis contra foguetes que, segundo o país, foram disparados de dentro da Síria, mas que ficaram aquém das linhas de Golã.

Na reunião desta segunda-feira com o chanceler russo, Sergei Lavrov, Netanyahu recusou uma oferta da Rússia para manter as forças iranianas a 100 quilômetros da fronteira, de acordo com uma autoridade de Israel, que falou na condição de anonimato.

A fonte disse que Netanyahu disse à Lavrov: “Nós não permitiremos que os iranianos se acomodem nem mesmo a 100 quilômetros da fronteira.”

Israel já havia rejeitado uma proposta russa de manter as forças iranianas a 80 quilômetros da fronteira, de acordo com autoridades de israelenses.

Autoridades russas não tinham comentários imediatos sobre a reunião entre Netanyahu, Lavrov e o chefe das Forças Armadas, o General Valery Gerasimov.

Mais cedo, Israel lançou dois mísseis interceptadores do sistema Funda de Davi contra foguetes que disse terem caído dentro do território sírio e serem parte dos combates internos da nação vizinha.

Tratou-se do primeiro uso operacional dos mísseis de médio alcance, fabricados em parceria com a empresa norte-americana Raytheon. O incidente acionou sirenes no norte de Israel e em Golã, fazendo muitos moradores procurarem abrigos.

Uma fonte israelense informada sobre a ativação do sistema disse que os mísseis interceptadores foram disparados após uma avaliação inicial segundo a qual os dois foguetes sírios SS-21 a caminho atingiriam o lado israelense de Golã. Quando sensores de Israel detectaram que eles cairiam do lado sírio, o sistema Funda de Davi recebeu uma ordem para abortar para que os interceptadores se autodestruíssem em pleno ar.

Por Jeffrey Heller; Reportagem adicional por Denis Pinchuk

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below