August 10, 2018 / 1:43 PM / 2 months ago

Metade dos britânicos quer decisão final sobre Brexit se conversas com UE fracassarem, diz pesquisa

LONDRES (Reuters) - Caso as conversas sobre o Brexit não resultem em um acordo, metade dos britânicos acredita que a decisão final sobre uma possível separação da União Europeia deveria ser submetida ao público em um referendo, de acordo com uma pesquisa com mais de 1 mil pessoas publicada nesta sexta-feira.

Manifestante anti-Brexit acena com bandeira britânica em frente ao Parlamento 30/01/2018 REUTERS/Toby Melville

A pesquisa YouGov, realizada entre 31 de julho e 7 de agosto e encomendada pela campanha pró-referendo “People’s Vote”, revelou que 45 por cento do eleitores apoia a realização de uma consulta sobre a finalização das negociações, seja qual for o resultado, e que 34 por cento se opõem.

Quando perguntados quem deveria decidir sobre sair ou ficar caso as conversas terminem sem um acordo, 50 por cento dos entrevistados responderam que deveria ser o público votando em um referendo, e 25 por cento disseram que deveriam ser os parlamentares votando na legislatura.

“Em todo o espectro, a mensagem dos eleitores nesta pesquisa é clara: se o governo e o Parlamento não conseguem resolver o Brexit, o povo deveria”, disse Peter Kellner, ex-presidente do YouGov.

Faltando menos de oito meses para o Reino Unido se separar da UE, a primeira-ministra britânica, Theresa May, ainda não encontrou uma proposta para manter os laços econômicos com o bloco que agrade os dois lados de seu partido dividido e seja aceitável para os negociadores em Bruxelas.

Ela propôs um meio-termo que manteria seu país em uma zona de livre comércio de bens manufaturados e agrícolas com a UE na qual ainda teria que cumprir algumas regras do bloco. Alguns de seu partido querem laços mais estreitos, e outros um rompimento mais radical.

Diante das três possibilidades de continuar na UE, sair sem um acordo e aceitar o acordo de May, 40 por cento dos entrevistados preferem a permanência, 27 por cento sair sem um acordo e 11 por cento uma separação com o acordo.

No final de semana, o ministro do Comércio britânico, Liam Fox, disse ver uma chance de 60 por cento de um Brexit sem acordo, o que forçaria a quinta maior economia do mundo a deixar a UE em 29 de março de 2019 sem um pacto comercial.

A libra esterlina recuou para seu menor nível em mais de um ano nesta sexta-feira, acumulando uma perda de 1,9 por cento desde a segunda-feira, devido aos temores de uma desfiliação britânica sem um acordo.

O governo de minoria de May enfrentará uma série de momentos do tipo ‘tudo ou nada’ no processo do Brexit nos próximos meses. Londres e Bruxelas querem firmar um acordo definitivo em outubro para haver tempo para ratificá-lo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below