August 15, 2018 / 8:25 PM / a month ago

Cuba liberta dissidente renomado acusado de tentativa de assassinato

HAVANA (Reuters) - Um dissidente cubano renomado disse ter sido libertado da prisão nesta quarta-feira, 12 dias depois de ser preso por tentativa de assassinato após uma colisão de automóveis na qual atingiu e feriu uma autoridade do Ministério do Interior da ilha de governo comunista.

José Daniel Ferrer na sede da Unpacu em Santiago de Cuba 2/12/2016 REUTERS/Sarah Marsh

José Daniel Ferrer, líder da União Patriótica de Cuba (Unpacu), disse à Reuters que foi mantido incomunicável desde sua prisão, provocada pelo incidente de tráfego ocorrido no dia 3 de agosto.

Ferrer é acusado de tentar atropelar deliberadamente um funcionário do governo. A Anistia Internacional, o Departamento de Estado dos Estados Unidos e outros exigiam sua soltura.

“Eles não retiraram a acusação de tentativa de assassinato. Simplesmente anularam minha prisão preventiva”, explicou Ferrer em uma entrevista por telefone.

Com base em experiências anteriores, ele disse crer que podem se passar meses ou até anos até as autoridades oferecerem qualquer esclarecimento sobre sua situação legal e sobre como o caso contra ele pode terminar.

“A investigação continua para se decidir se irá aos tribunais. Em 2012 eles me acusaram de organizar distúrbios públicos, e seis anos mais tarde não me levaram perante um tribunal”, contou.

Ferrer afirma que a colisão foi um acidente e que o funcionário só ficou levemente ferido.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below