March 9, 2019 / 7:52 PM / 8 months ago

Líder de bloco conservador da UE quer conversar com húngaro Orbán sobre divergências

BERLIM (Reuters) - O líder do principal partido de centro-direita do Parlamento Europeu, Manfred Weber, afirmou que pretende conversar com o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, em breve para alertar que ele caminha para ser excluído do grupo. 

Orbán afirmou, na sexta-feira, que o seu partido nacionalista Fidesz pode abandonar o grupo conservador, o Partido do Povo Europeu (EPP, sigla em inglês), por divergências sobre campanha contra a União Europeia na próxima eleição. 

Weber exigiu que o Fidesz retirasse outdoors atacando o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, como parte de sua campanha para as eleições do Parlamento Europeu, em maio, nas quais populistas e eurocéticos devem ganhar terreno. 

“Nos próximos dias, tentarei falar pessoalmente com Viktor Orbán, em Budapeste, porque quero deixar claro a ele que, no momento, ele está no caminho para sair do EPP”, disse Weber ao jornal semanal alemão Welt am Sonntag. 

Na segunda-feira, o EPP disse que havia recebido moções de 12 membros do partido em nove países da União Europeia e discutiria suspender ou excluir o Fidesz, em 20 de março. 

Orbán está em desacordo com Bruxelas em relação à sua posição dura sobre a imigração e acusações -que ele nega- de que estaria minando o Estado de Direito. A discussão está crescendo, às vésperas das eleições europeias. 

Por Paul Carrel 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below