March 10, 2019 / 4:19 PM / 9 months ago

Erdogan acusa marcha de mulheres de desrespeitar Islã

ANCARA (Reuters) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, acusou mulheres de desrespeito ao Islã neste domingo, por terem vaiado um chamamento para orações durante uma marcha pelo centro de Istambul na sexta-feira.

Milhares de mulheres se reuniram no centro de Istambul na tarde de sexta-feira para uma marcha para celebrar o Dia Internacional das Mulheres, mas a polícia disparou gás lacrimogêneo para dispersá-las.

Em um evento eleitoral transmitido pela televisão neste domingo, Erdogan mostrou um vídeo filmado durante o protesto, no qual mulheres apareciam entoando cantos enquanto uma mesquita próxima estava recitando o chamado para orações.

“Elas desrespeitaram o Azan (chamado para orações) com slogans, vaias e assobios”, disse Erdogan para a multidão.

Mulheres que participaram da marcha disseram no Twitter que os cantos e assobios eram parte da manifestação e não visavam o chamamento para orações, que começou durante seu protesto.

A polícia turca regularmente evita protestos no centro de Istambul e em outros locais. Ancara apertou as restrições com a imposição de uma regra de emergência após uma tentativa de golpe em 2016. O estado de emergência foi revogado em julho.

O evento de Erdogan aconteceu antes das eleições locais, em 31 de março, para prefeituras e conselhos municipais.

Por Ece Toksabay

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below