September 23, 2019 / 12:28 PM / 24 days ago

Polícia espanhola prende 9 separatistas catalães por suposto plano de ações violentas

MADRI/BARCELONA (Reuters) - A polícia espanhola prendeu nesta segunda-feira nove ativistas ligados ao movimento pró-independência da Catalunha que podiam estar preparando ações violentas, e apreendeu material que as autoridades acreditam que poderia ser usado para fabricar explosivos.

Policiais bloqueam manifestação em frente ao Parlamento da Catalunha 11/09/2019 REUTERS/Albert Gea

O movimento que pede a separação da Catalunha do restante da Espanha é um grande desafio ao governo central espanhol há anos, tendo desencadeado sua maior crise política em décadas com uma declaração de independência de vida curta em 2017.

O movimento tem sido essencialmente caracterizado por protestos em massa pacíficos, um contraste com a campanha separatista basca, que foi marcada por uma insurgência violenta durante décadas até as guerrilhas do ETA (Pátria Basca e Liberdade) encerrarem a luta em 2018.

A polícia disse que a investigação e suas operações visaram grupos locais que atuam com o nome Comitês para a Defesa da República (CDR) e que realizaram protestos esporádicos na Catalunha desde que líderes separatistas foram presos na esteira da declaração de independência de 2017.

Em Sabadell, perto de Barcelona, os CDR pediram aos seus membros que se reunissem na noite desta segunda-feira para protestar contra as prisões.

“Autodeterminação não é crime”, disse a organização no Twitter.

As operações desta segunda-feira foram resultado de uma investigação iniciada mais de um ano atrás pela Alta Corte da Espanha, disse um porta-voz da Guarda Civil da Catalunha.

A polícia disse que mais prisões podem acontecer.

“Até agora, nove prisões foram feitas e 10 operações foram realizadas na província de Barcelona, com o objetivo de localizar e, quando apropriado, apreender indícios do grau de preparação de ações violentas”, disse a polícia em um comunicado.

A independência da Catalunha está chegando a um momento decisivo, já que na primeira metade de outubro se espera um veredicto sobre o papel de 12 líderes separatistas no referendo e na declaração de independência de 2017.

Uma pesquisa de um instituto público catalão publicada em julho indicou que o apoio a uma Catalunha independente é o menor em dois anos: 48,3% das pessoas são contrárias a ela e 44% são a favor. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below