September 28, 2019 / 3:53 PM / in 23 days

Polícia de Hong Kong tenta conter manifestantes com aproximação de Dia Nacional da China

Manifestante antigoverno grita palavras de ordem em frente a tropa de choque em Hong Kong, 28/09/2019. REUTERS/Susana Vera

HONG KONG (Reuters) - A polícia de Hong Kong disparou canhões de gás lacrimogêneo e água neste sábado para dispersar manifestantes antigoverno que atiraram pedras, quebraram janelas de escritórios públicos e bloquearam uma estrada importante perto da sede local do Exército de Libertação Popular da China (PLA, na sigla em inglês).

Uma série de protestos a favor e contra os dirigentes do Partido Comunista da cidade em Pequim está prevista para o 70º aniversário da República Popular da China na terça-feira, inclusive no consulado da antiga potência colonial britânica.

Os manifestantes, muitos vestidos de preto e usando máscaras, se esconderam do canhão de água sob guarda-chuvas e fugiram depois que as manifestações até então pacíficas se transformaram em embates com a polícia, como tem acontecido regularmente há mais de três meses.

A polícia disparou água azul, usada em outros países para ajudar a identificar os infratores, enquanto os manifestantes se reagrupavam a 100 metros.

Eles quebraram janelas de escritórios do governo e tentaram arrombar, gritando obscenidades e marcando as fachadas das lojas com slogans. Eles também miraram lasers em um helicóptero que pairava no ar.

O sistema de metrô MTR fechou as entradas de algumas estações no sábado para evitar novos ataques.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below