October 1, 2019 / 12:23 AM / 22 days ago

Trump contatou autoridades estrangeiras por investigação sobre origens de inquérito de Mueller

30/09/2019 REUTERS/Kevin Lamarque

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, entrou em contato com outros países para apresentar o secretário de Justiça, William Barr, e uma autoridade do Departamento de Justiça que está conduzindo uma investigação sobre as origens do inquérito do procurador especial Robert Mueller sobre a Rússia, disse uma porta-voz do Departamento de Justiça nesta segunda-feira.

A porta-voz Kerri Kupec não nomeou os países em sua declaração. Mas um porta-voz do governo australiano disse que Trump conversou com o primeiro-ministro Scott Morrison por telefone, e o Washington Post informou que Barr fez propostas a autoridades britânicas de inteligência e se reuniu com autoridades italianas para buscar ajuda no inquérito.

John Durham, procurador dos EUA em Connecticut, está revisando a análise das agências de inteligência norte-americanas sobre a interferência russa nas eleições de 2016, que levou à investigação de Mueller denunciada por Trump como uma caça às bruxas partidária.

“Durham está coletando informações de diversas fontes, incluindo vários países estrangeiros”, disse Kupec. “A pedido do secretário de Justiça Barr, o presidente entrou em contato com outros países para solicitar que apresentassem o secretário de Justiça e o sr. Durham a autoridades apropriadas.”

Um porta-voz do governo australiano disse que Morrison confirmou em um telefonema com Trump que seu governo está sempre “pronto para ajudar e cooperar com os esforços que ajudem a esclarecer assuntos sob investigação”, segundo relato da Australian Broadcasting Corp.

O New York Times noticiou na segunda-feira que Trump pediu para Morrison ajudar Barr na investigação de Durham.

O Post, que citou pessoas não identificadas e familiarizadas com o assunto, relatou que Barr fez propostas a autoridades de inteligência britânicas e na semana passada viajou para a Itália, onde ele e Durham se encontraram com funcionários de alto escalão do governo italiano e Barr pediu que ajudassem Durham.

Segundo o Post, o envolvimento de Barr provavelmente suscitará mais críticas por parte dos democratas que conduzem um inquérito de impeachment contra Trump.

Reportagem de Sarah N. Lynch

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below