October 13, 2019 / 5:13 PM / a month ago

Acordo do Brexit é possível mas há trabalho significativo a ser feito, diz premiê britânico

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse ao seu gabinete neste domingo que ainda é possível um acordo de última hora sobre o Brexit, mas há um trabalho significativo a ser feito para chegar a isso, uma vez que negociações intensivas com a União Europeia entraram no estágio mais crítico.

Em uma semana crucial que pode decidir o futuro do Brexit e o destino da quinta maior economia do mundo, Johnson está tentando fechar um acordo com a UE para permitir uma separação ordenada com seu maior parceiro comercial em 31 de outubro.

Mas Johnson deve navegar pelas complexidades da política da UE para chegar a um acordo na cúpula da UE de 17 a 18 de outubro e tentar convencer um Parlamento britânico profundamente dividido em 19 de outubro a ratificar qualquer acordo.

Negociadores britânicos e da UE estão trabalhando no fim de semana para ver se conseguem transformar as propostas apresentadas por Johnson, e inicialmente rejeitadas pela UE, em um acordo que funcione para os dois lados.

Mais cedo, Johnson informou os integrantes do gabinete sobre o progresso dessas conversas por teleconferência.

“O primeiro-ministro atualizou o gabinete sobre o progresso em andamento nas negociações do Brexit, reiterando que um caminho para um acordo pode ser visto, mas que ainda há uma quantidade significativa de trabalho para chegar lá e que devemos continuar preparados para sair em 31 de outubro”, disse uma porta-voz do gabinete do premiê.

“O primeiro-ministro afirmou que há um caminho a seguir para um acordo que possa garantir todos os nossos interesses.”

Se o Reino Unido deixar a UE sem acordo, muitos preveem graves perturbações a curto prazo com possível escassez de alimentos, combustíveis e medicamentos e danos a longo prazo à reputação do Reino Unido como um lar seguro e estável para investimentos estrangeiros.

O governo diz que está fazendo todo o possível para conseguir um acordo e que tem planos de contingência para mitigar o impacto de uma saída sem acordo.

Para sair com um acordo em 31 de outubro, Johnson tem apenas alguns dias para convencer a UE a aceitar um compromisso sobre acordos de fronteira e, em seguida, fazer com que os líderes assinem um acordo na cúpula da UE de 17 e 18 de outubro em Bruxelas.

Embora as conversações tenham feito mais progressos do que muitos esperavam há uma semana, fontes no gabinete de Johnson disseram que um acordo ainda está muito longe, repetindo a cautela no lado da UE nas negociações.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below