October 23, 2019 / 5:53 PM / a month ago

Departamento de Estado dos EUA se recusa a entregar informações para inquérito sobre impeachment

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump 18/10/2019 REUTERS/Leah Millis

WASHINGTON (Reuters) - Os líderes da investigação de impeachment na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos disseram nesta quarta-feira que o Departamento de Estado se recusou a respeitar a intimação de entrega de documentos-chave para investigar se o presidente Donald Trump deve ser retirado do cargo.

Adam Schiff, presidente do Comitê Permanente de Inteligência; Eliot Engel, presidente do Comitê de Relações Exteriores; e Carolyn Maloney, presidente interina do Comitê de Supervisão disseram em uma carta ao vice-secretário de Estado, John Sullivan, que consideram “a recusa de cumprir uma intimação do Congresso devidamente autorizada como obstrução das funções legais do Congresso e do inquérito de impeachment”.

Seus comitês “reuniram evidências sobre a relevância direta desses documentos, incluindo informações altamente significativas contidas nesses materiais, referentes a alegações de que o Presidente (Trump) abusou do poder de seu cargo para benefício político pessoal”.

Ao não fornecer os documentos, que incluem memorandos sobre os esforços para intimidar funcionários, bem como comunicações sobre o pedido de Trump à Ucrânia para conduzir investigações políticas, o Departamento “indica que esses documentos apoiam as alegações contra o presidente e outros”, também escreveram eles.

Por Lisa Lambert e Susan Heavey

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below