November 1, 2019 / 1:48 PM / 21 days ago

Turquia e Rússia iniciam patrulhas conjuntas no nordeste da Síria

SEVIMLI, Turquia (Reuters) - Tropas da Turquia e da Rússia iniciaram suas primeiras patrulhas terrestres conjuntas no nordeste da Síria nesta sexta-feira, conforme um acordo entre os dois países que expulsou uma milícia curda de um território próximo da fronteira turca.

Veículos militares turcos e russos durante patrulha conjunta no nordeste da Síria 1/11/2019 REUTERS/Kemal Aslan

A Turquia e rebeldes sírios aliados lançaram uma ofensiva na fronteira contra a milícia curda YPG no dia 9 de outubro, capturando 120 quilômetros de terras ao longo da divisa.

Na semana passada, Ancara e Moscou concordaram em retirar os combatentes da milícia de uma área de ao menos 30 quilômetros ao sul da fronteira, e a Rússia disse à Turquia que a YPG deixou essa faixa de terra.

Veículos blindados turcos percorreram estradas do interior através da fronteira para se unirem aos seus colegas russos nesta sexta-feira, de acordo com filmagens da Reuters Television feitas do lado turco da divisa.

Unidades terrestres e aéreas se envolveram na patrulha na área da cidade síria fronteiriça de Darbasiya, informou o Ministério da Defesa turco no Twitter, mostrando fotos de soldados estudando um mapa e de quatro veículos blindados.

A patrulha conjunta com policiais militares russos, que consiste de nove veículos militares, no trecho de 110 quilômetros estava começando em Darbasiya e rumando a oeste ao longo da fronteira, disse o Ministério da Defesa russo.

De madrugada, o Ministério da Defesa turco disse que a Turquia entregou aos russos 18 homens que foram detidos na Síria perto da divisa turca nesta semana, que se acredita serem soldados do governo sírio, e que a ação foi coordenada com Moscou, mas não informou a quem foram entregues.

Na quarta-feira, o presidente Tayyip Erdogan disse que a Turquia tinha informações de que a YPG, que Ancara vê como uma organização terrorista por causa de seus laços com militantes curdos que mantém uma insurgência no sudeste turco, não finalizou sua retirada.

Ele disse que as patrulhas conjuntas da Turquia e da Rússia começariam nesta sexta-feira em um trecho de 7 quilômetros Síria adentro, menos do que os 10 quilômetros estabelecidos no acordo Ancara-Moscou de 22 de outubro.

A Rússia é a aliada mais poderosa da Síria, e a ajudou a reverter o curso da guerra civil síria retomando grande parte da nação dos rebeldes a partir de 2015. O acordo turco-russo da semana passada permitiu que forças do governo sírio voltassem a regiões da fronteira das quais estavam ausentes há anos.

Na noite de quinta-feira, Erdogan disse que a Turquia planeja estabelecer “uma cidade ou cidades de refugiados” em uma “zona segura” entre Tel Abyad e Ras al Ain.

Reportagem adicional de Tuvan Gumrukcu em Ancara e Tom Balmforth em Moscou

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below