November 10, 2019 / 6:15 PM / in 12 days

Milhares marcham em Paris contra a islamofobia após ataque

PARIS (Reuters) - Milhares marcharam em Paris neste domingo em uma manifestação anti-islamofobia que dividiu a classe política da França.

Os organizadores disseram que convocaram a marcha duas semanas depois que um homem com conexões de extrema direita disparou tiros em uma mesquita na cidade de Bayonne, no sudoeste do país, ferindo dois homens idosos.

Membros de partidos de esquerda participaram da marcha, embora alguns outros tenham ficado longe do movimento, dizendo que isso ameaçava a tradição francesa de secularismo. Ao mesmo tempo, a líder da extrema direita Marine Le Pen disse que o evento havia sido organizado por islamitas.

Multidões percorreram a capital exibindo faixas com mensagens como “Pare com o racismo” e “A islamofobia não é uma opinião, mas um crime” no evento organizado pelo Collectif Contre l’Islamophobie na França.

“Cabe a nós nos manifestarmos, depois de um evento como Bayonne, para garantir a liberdade de religião e de pensamento”, disse o chefe do partido France Unbowed, de extrema esquerda, Jean-Luc Melenchon.

Mas a secretária de Estado encarregada de combater a discriminação, Marlene Schiappa, disse que a manifestação era um protesto contra o secularismo “sob o disfarce de combater a discriminação”.

Por Elisabeth Pineau, Jean-Philippe Lefief e Leigh Thomas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below