for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Polícia de Hong Kong lança gás lacrimogêneo em manifestantes; milhares vão às ruas

HONG KONG (Reuters) - A polícia disparou gás para dispersar os milhares de manifestantes anti-governo em Hong Kong neste domingo, depois de uma rara trégua em conflitos, enquanto os moradores saíam às ruas cantando “revolução do nosso tempo” e “libertem Hong Kong”.

O protesto no movimentado distrito comercial de Tsim Tsa Tsui veio depois que centenas de pessoas marcharam para o consulado dos Estados Unidos para mostrar sua “gratidão” pelo apoio dos Estados Unidos a manifestações que atingiram o centro financeiro governado pela China por seis meses.

Lojas e negócios na área fecharam cedo, enquanto a polícia fustigou manifestantes com gás lacrimogêneo, incluindo alguns idosos e outros com seus animais de estimação, quando passaram pela margem do rio Kowloon.

A polícia fez várias prisões enquanto os gases atingiram centenas de pessoas no porto.

Hong Kong desfrutou de uma relativa calma durante a última semana, após eleições locais terminarem com uma vitória esmagadora dos candidatos a favor da democracia.

No entanto, os ativistas se comprometeram a manter o impulso do movimento antigovernamental.

Por Poppy McPherson e Kate O’Donnell-Lamb

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up