December 19, 2019 / 4:43 PM / a month ago

Atirador abre fogo perto da sede do serviço de segurança russo em Moscou

MOSCOU (Reuters) - Uma pessoa desconhecida abriu fogo perto da sede do serviço de segurança FSB da Rússia, no centro de Moscou, na noite de quinta-feira, em um raro tiroteio que o FSB disse que matou um de seus funcionários.

Ambulância perto de local de tiroteio perto da sede do serviço de segurança da Rússia, em Moscou 19/12/2019 REUTERS/Shamil Zhumatov

O ataque ocorreu pouco depois de o presidente russo, Vladimir Putin, dar sua entrevista coletiva anual e enquanto ele falava no Kremlin num evento para celebrar o trabalho dos serviços de segurança.

O FSB suspeita que o ataque pode ter sido planejado para coincidir com o discurso de Putin, disse uma fonte do órgão à Reuters.

O FSB disse que o atirador foi “neutralizado” e que estava trabalhando para estabelecer sua identidade, informou a Interfax.

Imagens nas redes sociais mostraram disparos atingindo as paredes do edifício principal do FSB na Praça Lubianka, no centro de Moscou. Sirenes, tiros e gritos foram ouvidos por pessoas na área, que também é uma movimentada área comercial popular entre turistas, a uma curta caminhada do Kremlin.

O FSB, que Putin chegou a chefiar, disse que várias pessoas foram feridas no ataque. A Interfax citou o Ministério da Saúde dizendo que cinco pessoas foram feridas, algumas delas seriamente, incluindo dois funcionários do FSB.

Investigadores russos disseram em um comunicado que abriram um processo criminal pela tentativa de assassinato de agentes.

Putin estava ciente do incidente, disse o Kremlin, segundo agências de notícias russas.

Repórteres da Reuters ouviram vários tiros, seguidos pelo que pareceu ser uma explosão em meio a relatos não confirmados de que agentes estavam desativando dispositivos explosivos deixados para trás pelo atirador.

Vídeos não verificados compartilhados nas redes sociais mostraram várias pessoas que pareciam com policiais portando rifles correndo por uma rua próxima. Uma testemunha disse à Reuters que viu o corpo sem vida de um policial estirado na rua.

Sirenes, tiros e gritos foram ouvidos por pessoas da região, que também é uma movimentada área comercial popular entre turistas, a uma curta caminhada do Kremlin.

“O tiroteio começou por volta das 17h40”, disse uma testemunha à Reuters. “Vi um membro da polícia de trânsito correndo pela avenida, escondido atrás de veículos”, disse a testemunha.

Cinco ambulâncias foram vistas saindo da área isolada.

Reportagem de Anton Zverev, Andrey Ostroukh

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below