December 19, 2019 / 9:18 PM / a month ago

Menos da metade dos norte-americanos quer remoção de Trump após impeachment, diz Reuters/Ipsos

NOVA YORK (Reuters) - Menos da metade dos norte-americanos diz que o presidente Donald Trump deve ser afastado do cargo após seu impeachment pela Câmara dos Deputados, segundo pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta quinta-feira, apresentando um desafio para os democratas que buscarão sua destituição em um julgamento no Senado dos Estados Unidos.

18/12/2019 REUTERS/Leah Millis

A pesquisa online nacional, realizada nas horas seguintes à votação da Câmara na quarta-feira para acusar Trump de abusar de seu escritório e obstruir o Congresso, mostrou que o ato raro e altamente controverso dos parlamentares pouco fez para mudar de idéia a cabeça das pessoas em um país dividido.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, a principal democrata do Congresso, inicialmente hesitou em apresentar acusações de impeachment contra Trump porque estava preocupada com o fato de não haver apoio público suficiente.

Seu partido, em seguida, procurou construir esse apoio por meio de audiências públicas sobre as alegações de que Trump reteve a ajuda militar para a Ucrânia e pressionou seu presidente a investigar um rival político, Joe Biden, antes da histórica votação de impeachment de quarta-feira.

Quando perguntado sobre as acusações específicas de impeachment, 53% concordaram que Trump abusou de seu cargo e 51% concordaram que ele obstruiu o Congresso.

Cerca de 42% dos entrevistados —a maioria democratas— disseram que o Congresso deveria aplicar sua sanção final e remover o presidente do cargo, como o Senado tem o poder de fazer.

Outros 17% disseram que Trump deveria ser formalmente repreendido com uma censura pelo Congresso, 29% disseram que querem que as acusações de impeachment sejam rejeitadas e o restante disse que não têm opinião.

Trump, o terceiro presidente da história dos EUA a sofrer impeachment, agora enfrenta um julgamento no início do próximo ano no Senado. Os republicanos que controlam o Senado apoiaram amplamente Trump durante os procedimentos da Câmara e o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, disse que não há chance de o presidente ser condenado.

O público permaneceu fortemente dividido em relação ao impeachment de Trump, que denunciou as audiências de impeachment como uma caça às bruxas e uma tentativa ilegal de removê-lo do cargo.

No geral, apenas 44% do público norte-americano disse que aprovou como a Câmara lidou com o impeachment de Trump, enquanto 41% desaprovaram.

E quando perguntados sobre como o impeachment os deixou se sentindo em relação ao presidente, 26% disseram que agora apoiam Trump, enquanto 20% dizem que apoiam menos e 48% não mudou de opinião de uma maneira ou de outra.

A pesquisa Reuters/Ipsos foi realizada online, em inglês, nos Estados Unidos. Ele obteve respostas de 1.108 pessoas entre 18 e 19 de dezembro e possui um intervalo de credibilidade, uma medida de precisão, de 3 pontos percentuais.

Reportagem de Chris Kahn

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below