December 28, 2019 / 4:00 PM / 20 days ago

México diz que carros de diplomatas espanhóis foram bloqueados pela Bolívia na embaixada de La Paz

CIDADE DO MÉXICO/LA PAZ (Reuters) - O governo do México informou que a polícia boliviana impediu a saída de autoridades espanholas que visitavam o embaixador mexicano em La Paz na sexta-feira, ampliando uma disputa em relação à vigilância da Bolívia sobre suas instalações diplomáticas.

Dois diplomatas espanhóis estavam prestes a deixar a residência do embaixador mexicano quando lhes disseram que seus carros haviam sido detidos por alguns minutos e não teriam permissão para entrar novamente no complexo, informou o Ministério das Relações Exteriores do México em comunicado.

O México diz que as autoridades bolivianas perseguiram e intimidaram sua equipe diplomática, em uma polêmica centrada na decisão do governo mexicano de conceder asilo a nove pessoas, agora alojadas em suas instalações diplomáticas em La Paz. Algumas delas são procuradas pelo novo governo conservador da Bolívia.

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, assumiu o poder no mês passado, quando o líder socialista Evo Morales renunciou e fugiu para a Cidade do México após uma eleição presidencial que a Organização dos Estados Americanos disse ter sido fraudada a seu favor.

A aceitação de Morales de uma oferta de asilo político do governo esquerdista do presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, causou tensão nos laços com Añez, uma oponente de Morales.

Na sexta-feira, o embaixador do México fez contato com o Ministério das Relações Exteriores da Bolívia, que instou os diplomatas a saírem do local e voltarem para seus carros, mas eles se recusaram a fazê-lo sem os detalhes de segurança, acrescentou o comunicado.

No final, os dois diplomatas foram recolhidos por um carro enviado pelo Ministério das Relações Exteriores da Bolívia mais de uma hora depois, segundo o documento.

A ministra das Relações Exteriores da Bolívia, Karen Longaric, disse em entrevista coletiva que os diplomatas espanhóis foram acompanhados na chegada por homens com o rosto coberto tentando entrar na residência clandestinamente.

Como funcionários diplomáticos não são autorizados a esconder sua identidade, a polícia os deteve, afirmou a ministra.

“Havia uma ameaça evidente à segurança da missão mexicana”, afirmou ela, acrescentando que ela registraria uma reclamação oficial com a Espanha, a União Europeia e as Nações Unidas.

O comunicado mexicano não fazia referência aos homens mascarados.

O Ministério das Relações Exteriores da Espanha afirmou em comunicado que abriria uma investigação sobre o incidente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below