January 6, 2020 / 3:12 PM / in 3 months

Rússia diz que eleição de novo líder do Parlamento na Venezuela foi democrática

Guaidó chega para cerimônia no Congresso em Caracas 05/01/2020 REUTERS/Fausto Torrealba

MOSCOU (Reuters) - O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse nesta segunda-feira que a eleição de um novo líder do Parlamento na Venezuela foi resultado de um processo democrático.

O governo socialista da Venezuela instalou um novo chefe do Congresso no domingo, depois que tropas armadas impediram parlamentares da oposição de entrar na Assembleia, em uma medida condenada por dezenas de nações como um ataque à democracia.

“Consideramos que a eleição da nova liderança do Parlamento é o resultado de um procedimento democrático legítimo, propício ao retorno da luta política venezuelana ao campo constitucional”, afirmou o ministério russo.

Em outra votação, realizada fora do palácio legislativo, O líder da oposição Juan Guaidó foi reeleito presidente da Assembleia Nacional.

A reeleição de Guaidó foi respaldada pelo Grupo de Lima, do qual faz parte o Brasil. Em um comunicado, o grupo afirmou que a votação “pela maioria parlamentar em favor da reeleição de Juan Guaidó, atendo-se à Constituição e à lei, representa uma rejeição das ações temerárias do regime de Nicolás Maduro que buscaram impedir sua designação”.

Reportagem de Andrey Kuzmin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below