January 9, 2020 / 8:31 PM / 14 days ago

EUA têm 57 mortes e 2.602 casos de doença relacionados a cigarros eletrônicos

Homem usa cigarro eletrônico em bar em Los Angeles 04/03/2014 REUTERS/Mario Anzuoni

(Reuters) - Autoridades de saúde dos Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira mais duas mortes causadas por uma doença respiratória misteriosa ligada à vaporização que elevaram o saldo total de mortes a 57.

Até 7 de janeiro, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) relataram 41 casos novos da doença associada ao uso de cigarros eletrônicos, ou produtos de vaporização. O número de pessoas hospitalizadas está em 2.602.

No mês passado, a agência divulgou uma série de relatórios indicando que o surto de lesões pulmonares relacionadas à vaporização parece estar minguando. São crescentes os indícios de que o acetato de vitamina E, um agente de corte usado em cartuchos de vaporização de maconha, desempenha um papel nas doenças.

Os CDC classificaram o acetato de vitamina E como um “agente químico digno de atenção” e recomendaram que a substância não seja adicionada aos cigarros eletrônicos enquanto a investigação estiver em andamento.

Por Manojna Maddipatla e Saumya Sibi Joseph em Bengaluru

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below