January 10, 2020 / 9:44 PM / 7 months ago

Irã investigará caixas-pretas após míssil ter sido apontado como causa de acidente aéreo

DUBAI (Reuters) - O governo do Irã afirmou nesta sexta-feira que deseja baixar as gravações de caixas-pretas de um acidente aéreo com uma companhia ucraniana que matou todas as 176 pessoas a bordo, em meio a suspeitas do Ocidente de que o avião foi derrubado por um míssil iraniano, provavelmente por engano.

Destroços de avião ucraniano que caiu no Irã 08/01/2020 Imagem obtida em vídeo em rede social via REUTERS

O acidente aumentou a pressão internacional sobre o Irã depois de meses de atrito com os Estados Unidos e ataques militares. Os EUA mataram um general iraniano na semana passada no Iraque, levando Teerã a disparar contra alvos dos EUA nesta semana.

O Irã, que nega que o Boeing 737-800 tenha sido derrubado por um míssil, mostrou os gravadores de voz e de dados do voo na TV estatal na sexta-feira, mas disse que pode levar um mês ou dois para extrair dados.

Mais tarde, a agência de notícias semioficial Fars informou que no sábado o Irã anunciará o motivo do acidente, citando uma fonte a par do assunto. O anúncio será feito após uma reunião de uma comissão iraniana focada em acidentes aéreos, disse a Fars, que não deu mais detalhes.

Teerã afirmou anteriormente que pode pedir ajuda para Rússia, Canadá, França ou Ucrânia em uma investigação que pode levar um ou dois anos para ser concluída.

“Preferimos fazer o download das caixas-pretas no Irã. Mas se virmos que não podemos fazer isso porque as caixas estão danificadas, procuraremos ajuda”, disse Ali Abedzadeh, chefe da Organização de Aviação Civil do Irã, em entrevista coletiva em Teerã.

O voo da Ukraine International Airlines de Teerã para Kiev caiu na quarta-feira, quando o Irã estava em alerta em função de uma possível resposta militar dos EUA, horas depois de disparar contra alvos norte-americanos no Iraque. A maioria das vítimas da queda do avião era iraniana ou iraniana-canadense.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, culpou um míssil iraniano superfície-ar pela queda do avião com 63 canadenses a bordo, embora ele tenha dito que pode não ter sido intencional.

“Acreditamos que seja provável que o avião tenha sido abatido por um míssil iraniano”, disse o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em um briefing sobre sanções adicionais dos EUA contra o Irã.

“Vamos deixar a investigação acontecer antes de tomarmos uma conclusão final”, acrescentou ele, no momento em que Washington também anunciou isenções de sanção para investigadores de acidentes.

O Irã classificou essas acusações de “guerra psicológica”.

A Ucrânia e o Canadá concordaram em buscar uma investigação objetiva sobre o acidente, disse o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, depois de conversar com Trudeau.

“Não deve haver especulação sobre a tragédia; Ucrânia e Canadá usarão todos os meios possíveis para garantir uma investigação objetiva e abrangente”, escreveu Zelenskiy no Twitter.

LUTO E CONFUSÃO

Iranianos atingidos pela dor e outros postaram imagens relacionadas ao acidente. Uma delas mostrava o sapato vermelho de uma criança na terra. Outra foi uma selfie de mãe e filha em seus lugares, enviadas a um ente querido antes da decolagem.

“Por que companhias aéreas civis saíram do aeroporto de Teerã nessas condições”, escreveu uma usuária chamada Shiva Balaghi no Twitter.

A Ucrânia está analisando várias causas possíveis do acidente, incluindo um ataque de míssil de fabricação russa, uma colisão, uma explosão no motor ou terrorismo.

Kiev disse nesta sexta-feira que o Irã estava cooperando com uma investigação e não queria tirar conclusões precipitadas. Mas o ministro das Relações Exteriores, Vadym Prystaiko, acrescentou que a Ucrânia gostaria que a análise das caixas-pretas acontecesse em Kiev.

EXPLOSÃO?

Uma autoridade dos EUA, citando dados de satélite, disse que Washington concluiu com um alto grau de certeza que mísseis antiaéreos derrubaram o avião por engano.

A fonte afirmou que os dados mostraram o avião no ar por dois minutos após a partida de Teerã quando foram detectados sinais de calor de dois mísseis. Houve uma explosão nas proximidades e os dados de calor mostraram o avião pegando fogo quando caiu.

Representantes norte-americanos, canadenses e franceses viajariam a Teerã para participar de reuniões para a investigação, informou a mídia estatal iraniana. EUA e Canadá não têm relações diplomáticas com Teerã.

A organização de aviação civil do Irã disse em um relatório inicial menos de 24 horas após o incidente que o avião de três anos, que teve sua última manutenção programada na segunda-feira, apresentou um problema técnico depois da decolagem e estava indo para um aeroporto próximo antes de cair.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below