for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Maioria dos norte-americanos querem testemunhas em julgamento de impeachment de Trump, diz pesquisa

(Reuters) - Uma maioria bipartidária de norte-americanos quer ver novas testemunhas prestarem depoimento no julgamento de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a população parece ter uma ampla maioria acompanhando o caso, de acordo com pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta quarta-feira.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 22/1/2020. REUTERS/Jonathan Ernst

O levantamento, feito entre os dias 17 e 22 de janeiro, também mostrou que a opinião pública dos EUA se moveu pouco desde que a Câmara dos Deputados aprovou o impeachment de Trump em meados de dezembro.

Cerca de 44% dos adultos nos Estados Unidos afirmam que Trump deve ser retirado do cargo, outros 15% avaliam que ele deve receber uma reprimenda formal por meio de uma censura parlamentar, e 31% afirmam que as acusações devem ser descartadas.

Trump até agora rejeitou os pedidos dos democratas por documentos relacionados às atividades com a Ucrânia no ano passado. Ele também fez um apelo para que autoridades como o ex-conselheiro de Segurança Nacional John Bolton e o secretário de Estado, Mike Pompeo, não participem.

Os republicanos no Senado até agora apoiaram o presidente, rejeitando pedidos por documentos da Casa Branca e depoimentos de autoridades do governo.

A pesquisa mostrou que republicamos e democratas querem ver pessoas como Bolton e Pompeo dizerem ao Senado o que eles sabem sobre as políticas do governo para a Ucrânia.

Cerca de 72% concordam que o julgamento “deve permitir que testemunhas com conhecimento de primeira mão das acusações de impeachment deponham”, incluindo 84% dos democratas e 69% dos republicanos. Além disso, 70% da população --incluindo 80% dos democratas e 73% dos republicanos-- disse que os senadores devem “atuar como jurados imparciais” durante o julgamento.

A pesquisa mostrou que dois em cada três norte-americanos estão prestando atenção ao julgamento, com os democratas mais interessados do que os republicanos.

A pesquisa Reuters/Ipsos foi realizada online em todo o território dos Estados Unidos. Ela foi conduzida em duas etapas: a primeira entre os dias 17 e 21 de janeiro indagou 1.116 pessoas sobre seu interesse em acompanhar o julgamento, a segunda, entre os dias 21 e 22 de janeiro, perguntou a 1.108 pessoas sobre se Trump deve ser retirado do cargo.

Ambos os levantamentos têm um intervalo de credibilidade, uma medida de precisão, de 5 pontos percentuais.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up