February 3, 2020 / 2:03 PM / in 4 months

Presidenciáveis democratas enfrentam primeiro teste em Iowa

Biden fala durante campanha em Des Moines, Iowa 2/2/2020 REUTERS/Carlos Barria

DES MOINES, Iowa (Reuters) - Os democratas do Iowa iniciarão o que pode ser um processo seletivo doloroso quando se reunirem em assembleias de eleitores em todo o Estado norte-americano, nesta segunda-feira, para começarem a escolher o adversário do presidente dos EUA, Donald Trump.

Em mais de 1.600 escolas, centros comunitários e outros locais públicos, os eleitores julgarão os 11 pré-candidatos democratas liderados pelo senador Bernie Sanders e pelo ex-vice-presidente Joe Biden, que apareceram na liderança da disputa em pesquisas recentes de Iowa.

Majoritariamente branco e rural, Iowa é o primeiro teste das batalhas estaduais que decidirão o democrata que enfrentará Trump na eleição de 3 de novembro. Após mais de um ano de campanha e mais de 880 milhões em gastos, os resultados de Iowa podem começar a fornecer respostas a um partido que tenta desesperadamente descobrir como derrotar o presidente republicano.

Será que os eleitores querem alguém que cative centristas, independentes e republicanos desencantados, como os moderados Biden, Pete Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, em Indiana, e a senadora Amy Klobuchar? Ou será que o partido deveria escolher um candidato que estimule sua base liberal e que poderia atrair novos eleitores, como os progressistas Sanders e a também senadora Elizabeth Warren?

Nas últimas semanas a disputa ficou em segundo plano, já que Sanders, Warren e Klobuchar se limitaram a fazer campanha em meio período no Iowa por terem que ficar em Washington para o julgamento do impeachment de Trump no Senado. Eles deveriam ouvir os argumentos finais nesta segunda-feira, poucas horas antes das assembleias de eleitores.

Mesmo que um candidato vença no Iowa com uma vantagem considerável, os democratas podem continuar sem respostas claras quando a corrida avançar para os três outros Estados que votam precocemente, New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul, ainda em fevereiro. E quem ainda estiver no páreo na Super Terça-Feira de 3 de março, quando 15 Estados e territórios votam, também confrontará o ex-prefeito de Nova York e bilionário Michael Bloomberg, que está dispensando os primeiros Estados e se concentrando naqueles que têm mais delegados.

Sanders, que terminou virtualmente empatado com Hillary Clinton no Iowa em sua primeira campanha presidencial em 2016, cresceu recentemente em muitas sondagens neste Estado e ultrapassou Biden.

Mas Warren e Buttigieg continuam pouco atrás, e muitas pesquisas mostram um grande bloco de eleitores indecisos no Iowa, o que cria a possibilidade de surpresas e arrancadas de última hora.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below