February 10, 2020 / 6:00 PM / in 4 months

Sonda espacial parte em missão inédita para mapear polos do Sol

Espaçonave Solar Orbiter decola de Cabo Canaveral, na Flórida 10/02/2020 REUTERS/Joe Skipper

(Reuters) - Uma nova sonda construída pela Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) e pela Agência Espacial Europeia (ESA) partiu em uma jornada rumo ao sol no domingo para dar o primeiro close nas regiões polares da estrela, uma missão que, se espera, vai proporcionar um vislumbre de como a energia solar radiante afeta a Terra.

A espaçonave Solar Orbiter partiu do Cabo Canaveral, no Estado norte-americano da Flórida, às 11h03 locais desta segunda-feira, iniciando uma viagem de 10 anos.

“Foi irretocável. E de repente você sentia estar conectado com o resto do sistema solar”, disse Daniel Mueller, cientista da ESA que trabalhou na missão, após a decolagem.

A espaçonave do tamanho de uma minivan acionará painéis solares e antenas antes de seguir em direção ao sol, uma jornada auxiliada pelas forças gravitacionais da Terra e de Vênus. Mais tarde ela chegará a 41,8 milhões de quilômetros da superfície solar, ou cerca de 72% da distância entre nosso planeta e a estrela.

“Estou na física solar há muitos anos, e nunca pensei que realmente veria algo assim frutificar e decolar. É incrível”, disse Holly Gilbert, da Nasa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below