February 12, 2020 / 6:08 PM / in 3 months

Ex-chefe de petroleira mexicana é preso na Espanha

Emilio Lozoya durante entrevista coletiva em hotel na Cidade do México 17/08/2017 REUTERS/Henry Romero

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A polícia espanhola prendeu nesta quarta-feira o ex-executivo-chefe da petroleira estatal mexicana Pemex, Emilio Lozoya, que era procurado devido a acusações de corrupção de um caso envolvendo a construtora brasileira Odebrecht, informaram a polícia da Espanha e o advogado de Lozoya.

Lozoya foi detido na cidade espanhola de Málaga, disse a polícia. O caso em que ele é acusado é o maior processo anti-corrupção desde que o presidente Andrés Manuel López Obrador tomou posse em dezembro de 2018, e ameaça alcançar autoridades de alto escalão do governo anterior.

Lozoya foi um dos aliados mais próximos do ex-presidente Enrique Peña Nieto e administrou a Pemex de 2012 a 2016.

O advogado de Lozoya, Javier Coello, disse à mídia local que o procurador-geral mexicano pediu a detenção de seu cliente devido a caso de corrupção da Odebrecht e a acusações de suborno.

A investigação sobre Lozoya está concentrada em transferências de dinheiro feitas a uma empresa de fachada supostamente criada pela Odebrecht para pagar subornos. A empresa de fachada supostamente enviou os fundos a Lozoya e seus parentes.

Lozoya negou qualquer irregularidade, e seu advogado disse que está preparando sua defesa.

Por Emma Pinedo Gonzales e Raul Cortes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below