for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Manifestantes de Hong Kong protestam contra planos para centros de quarentena

(Reuters) - Centenas de manifestantes reuniram-se pelo segundo dia em Hong Kong, neste domingo, para protestar contra planos de transformar alguns prédios em centros de quarentena do coronavírus, ressuscitando protestos contra o governo na cidade governada pela China.

O vírus abriu uma nove frente para os manifestantes, após meses de protestos contra o que eles consideram uma erosão de liberdades terem diminuído no último mês, com as pessoas ficando em casa com medo do surto do vírus.

Por volta de 100 pessoas encararam a chuva no distrito de Fo Tan, em New Territories, onde as autoridades planejam usar um novo prédio residencial, subsidiado pelo governo, como um centro de quarentena. A polícia ficou de prontidão.

Uma mulher de 38 anos, mãe de duas crianças, disse que esperou oito anos pela sua casa no Estado de Chun Yeung e esperava receber as chaves ao fim do mês.

“Não há consulta e não sabemos por quanto tempo usarão o Estado de Chun Yeung. É por isso que estamos tão bravos”, disse a mulher.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up