for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Bloomberg se qualifica para próximo debate entre pré-candidatos democratas

WASHINGTON (Reuters) - O ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg se qualificou nesta terça-feira para o debate entre os pré-candidatos democratas à Presidência dos Estados Unidos marcado para esta semana em Nevada, o que o colocará no mesmo palco de seus rivais na disputa pela indicação do partido pela primeira vez.

Michael Bloomberg discursa durante evento de campanha em Chattanooga, no Estado norte-americano do Tennessee 12/02/2020 REUTERS/Doug Strickland

O debate de quarta-feira será o nono da corrida que decidirá o rival do presidente republicano Donald Trump na eleição de 3 de novembro.

Bloomberg, de 78 anos, entra tarde no páreo, mas cresceu nas pesquisas de opinião pública agora que está despejando dinheiro de sua fortuna pessoal estimada em 60 bilhões de dólares em uma campanha nacional, centenas de milhões deles em anúncios de televisão.

Quando subir ao palco na quarta-feira, ele provavelmente será atacado diretamente por seus concorrentes por ter usado uma estratégia de policiamento vista amplamente como discriminatória quando era prefeito e por supostas práticas sexistas em sua empresa.

“Há muito para conversar com Michael Bloomberg”, disse o ex-vice-presidente e pré-candidato democrata Joe Biden no programa “Meet the Press” da rede NBC no domingo.

Bloomberg recebeu apoio de 19% das pessoas entrevistadas em uma sondagem NPR/PBS NewsHour/Marist divulgada nesta terça-feira.

Ele cumpriu as exigências do Partido Democrata para participar do debate ao conseguir um apoio de dois dígitos em quatro pesquisas nacionais reconhecidas pelo partido, disse sua campanha em um comunicado.

Embora Bloomberg não compita nas quatro primeiras disputas pela indicação --Iowa, New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul –, ele espera começar a conquistar delegados na Super Terça-Feira de 3 de março, quando 14 Estados votam.

Ao menos cinco outros pré-candidatos se qualificaram para o debate de quarta-feira antes do caucus de Nevada de 22 de fevereiro: Biden, os senadores Bernie Sanders, Elizabeth Warren e Amy Klobuchar e Pete Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, em Indiana.

Warren e Sanders argumentam que Bloomberg está tentando comprar a eleição. Ele responde que está cumprindo as regras e se ofereceu a financiar o esforço democrata para derrotar Trump mesmo que não seja ele o candidato.

Ele provavelmente será questionado por ter apoiado uma estratégia de policiamento que visava negros e latinos de maneira desproporcional quando era prefeito de Nova York.

Bloomberg pediu desculpas pela medida, conhecida como “pare e reviste”, pouco antes de anunciar que disputaria a indicação presidencial democrata.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up