for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Pacto "histórico" entre EUA e Taliban será assinado em breve, diz líder do grupo

Membros de delegação do Taliban participaram de negociações em Moscou no ano passado 30/05/2019 REUTERS/Evgenia Novozhenina

CABUL (Reuters) - O vice-líder do Taliban disse que em breve o grupo assinará um acordo com os Estados Unidos para reduzir a violência durante sete dias, acrescentando que os comandantes militantes estão “totalmente comprometidos” em cumprir o pacto “histórico”.

“Que hoje estejamos no limiar de um acordo de paz com os Estados Unidos não é um marco qualquer”, escreveu Sirajuddin Haqqani em um artigo de opinião publicado no jornal New York Times, o primeiro comunicado público significativo de um líder do Taliban a respeito do acordo para uma redução da violência por uma semana.

O acordo em princípio, que foi acertado durante negociações entre representantes dos EUA e do Taliban no Catar, pode levar à retirada das tropas norte-americanas do Afeganistão.

“Alcançar o potencial de um acordo, garantir seu sucesso e conquistar a paz duradoura dependerão da observância igualmente escrupulosa dos Estados Unidos de cada um de seus compromissos”, escreveu Haqqani, que também comanda a Rede Haqqani, ligada ao Paquistão.

Os confrontos entre forças afegãs e combatentes do Taliban continuam, mas na terça-feira o ministro do Interior interino do Afeganistão disse que um acordo para conter a violência entrará em vigor dentro de cinco dias.

Haqqani também falou do temor de que o Afeganistão volte a ser uma plataforma de militantes islâmicos, classificando tais receios como “inflados”.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up