February 29, 2020 / 4:55 PM / 4 months ago

Luxemburgo se torna primeiro país com transporte público de graça

LUXEMBURGO (Reuters) - Luxemburgo aboliu tarifas para trens, bondes e ônibus neste sábado, no que o governo afirma ser uma tentativa de combater o congestionamento e a poluição, além de apoiar a população de baixa renda.

Todas as viagens de classe padrão de transporte público no pequeno e rico país europeu agora são de graça, em comparação com o passe anual que custava 440 euros (485 dólares). Os passageiros ainda podem pagar pela primeira classe, ao custo de 660 euros por ano.

“Para pessoas de baixa renda ou que recebem salário mínimo, é realmente significativo”, disse o ministro dos Transportes, François Bausch, à Reuters.

“O principal motivo é ter melhor qualidade de mobilidade, e o motivo paralelo é claramente a questão ambiental.”

Luxemburgo tem pouco mais de 600 mil habitantes, mas outros 214 mil chegam para trabalhar todos os dias das vizinhas Alemanha, Bélgica e França, causando fortes congestionamentos, já que a maioria dos trabalhadores se move de carro. Mais de metade das emissões de gases de efeito estufa de Luxemburgo são de transporte.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below