for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Erdogan pede que Putin não se envolva em relação à Síria

ISTANBUL (Reuters) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, afirmou neste sábado que pediu ao presidente Vladimir Putin que a Rússia não se envolva em relação à Síria e permita que a Turquia lide com as forças do governo sírio sozinha, após 34 soldados turcos serem mortos esta semana.

As forças do governo sírio, apoiadas pela poderio aéreo russo, realizaram um grande ataque para capturar a província de Idlib, no noroeste do país, parte do último território ainda controlado por rebeldes apoiados pela Turquia.

Aviões de guerra de Síria e Rússia mantiveram neste sábado os ataques aéreos à cidade de Saraqeb, em Idlib, relatou o órgão de monitoramento de guerra Observatório Sírio. A cidade estratégica fica em um importante trajeto internacional e tem sido um ponto focal de combates nos últimos dias.

Ataques turcos usando drones e mísseis inteligentes no final da sexta-feira atingiram o quartel-general do Hezbollah perto de Saraqeb, matando nove de seus membros e ferindo outros 30 em uma das investidas mais sangrentas contra o grupo apoiado pelo Irã na Síria, segundo um comandante da aliança regional apoiando Damasco.

O Observatório Sírio afirmou que outros ataques com drones da Turquia neste sábado mataram mais 26 tropas pró-Damasco nos arredores de Idlib e no interior de Aleppo, levando o total de mortos das forças do governo sírio e seus aliados para 74 desde sexta-feira.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up