March 21, 2020 / 5:27 PM / 4 months ago

Bolivianos recorrem a medicinas tradicionais para enfrentar coronavírus

LA PAZ (Reuters) - Os bolivianos estão recorrendo a medicinas tradicionais, como folhas de coca, eucalipto e ervas indígenas, para tentar afastar o coronavírus, que matou mais de 11.000 pessoas ao redor do mundo.

O Senado do país aprovou uma moção esta semana que promove o uso de medicinas tradicionais, que há muito tempo desempenham um papel importante nas comunidades indígenas da Bolívia.

“A mensagem que queremos passar para a população boliviana é que volte a consumir (medicina tradicional) porque fortalece o sistema imunológico e previne contra várias doenças, especialmente o coronavírus”, afirmou o vice-ministro de Medicina Tradicional, Felipe Quilla.

“Temos uma imensa variedade de plantas medicinais de diferentes categorias ecológicas”, disse, após mastigar algumas folhas de coca para as câmeras.

No entanto, faltam evidências científicas de que a medicina tradicional é eficiente contra o coronavírus, e médicos alertaram para que pacientes não dependam exclusivamente dela.

Mesmo assim, Lucia Herrera, vendedora de rua em La Paz, elogiou seu produto, dizendo: “Todos compram para o coronavírus. Eu recomendo camomila, eucalipto, khea khea (planta local), alecrim, há todo tipo de erva para afastar o coronavírus”.

A Bolívia confirmou 16 casos da doença até agora. La Paz anunciou uma série de medidas para enfrentar a pandemia, com escolas fechadas ao redor do país e toque de recolher às 18h.

Reportagem de Santiago Limachi, Monica Machicao e Paul Vieira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below