for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Canadá impedirá que passageiros doentes embarquem em voos domésticos e trens intermunicipais

WINNIPEG, Canadá (Reuters) - O Canadá não permitirá que ninguém que manifeste sintomas de Covid-19 embarque em voos domésticos ou trens intermunicipais, afirmou o primeiro-ministro, Justin Trudeau, neste sábado.

O governo de Trudeau tem pedido há tempos que canadenses sentindo-se doentes fiquem em casa, mas afirmou a repórteres em sua entrevista coletiva diária que a Transport Canada agora formalizou regras de viagens, com os casos crescendo com regularidade.

As restrições serão colocadas em ação na segunda-feira, ao meio-dia.

Questionado sobre como a triagem seria diferente, Trudeau afirmou que o governo forneceria novas ferramentas para companhias aéreas e ferroviárias, mas não entrou em detalhes.

Mesmo checagens avançadas não oferecem “garantias” que pessoas doentes não embarcarão, porque os sintomas podem ser escondidos, disse Howard Njoo, vice-chefe de saúde pública do Canadá, em outra entrevista coletiva.

O Canadá tem 5.153 casos de coronavírus e 55 mortes, afirmaram autoridades de saúde. Embora o número de casos esteja subindo, a taxa de crescimento em British Columbia, província na costa do Pacífico onde a transmissão sustentada foi relatada pela primeira vez, parece estar diminuindo, afirmou a chefe de Saúde Pública, Theresa Tam.

“Há sinais de esperança”, disse ela a repórteres em Ottawa.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up