for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Noiva grávida do premiê britânico Johnson teve sintomas de Covid-19 e está melhor

LONDRES (Reuters) - Carrie Symonds, a noiva grávida do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, disse que passou a semana passada na cama com sintomas do novo coronavírus, mas depois de sete dias de descanso sentia-se mais forte e estava melhorando.

“Passei a semana passada na cama com os principais sintomas do coronavírus. Não precisava ser testada e, depois de sete dias de descanso, me sinto mais forte e estou melhorando”, declarou Symonds.

“Estar grávida com Covid-19 é obviamente preocupante. Para outras mulheres grávidas, leiam e sigam as orientações mais atualizadas que eu achei muito tranquilizadoras.”

Johnson disse na sexta-feira que estava isolado com sintomas leves de Covid-19, incluindo aumento da temperatura, sete dias depois de ter testado positivo para o novo coronavírus que causa a doença respiratória.

Johnson, de 55 anos, e Symonds, com 32, anunciaram em fevereiro que estavam esperando o primeiro filho juntos e que estavam noivos.

Depois que Johnson se tornou, no mês passado, o primeiro líder de uma grande potência a anunciar que havia testado positivo, ele se isolou em um apartamento em Downing Street.

Por Guy Faulconbridge e Kate Holton

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up