for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Número global de mortes do coronavírus chega a 150 mil, segundo contagem da Reuters

Mulher reza em frente a abrigo de idosos em Montreal após uma série de mortos por coronavírus 13/04/2020 REUTERS/Christinne Muschi

(Reuters) - O número global de mortes provocadas pelo novo coronavírus chegou a 150 mil nesta sexta-feira, de acordo com uma contagem da Reuters.

A primeira morte aconteceu na cidade chinesa de Wuhan no dia 9 de janeiro. Passaram-se 83 dias até os primeiros 50 mil óbitos serem registrados, mas só mais oito para a cifra subir para 100 mil, e mais oito dias para ir de 100 mil para 150 mil.

O número de mortes ainda é muito inferior ao da chamada gripe espanhola, que começou em 1918 e que se estima ter matado mais de 20 milhões de pessoas até arrefecer em 1920.

Acredita-se que o novo coronavírus surgiu em um mercado de Wuhan em que animais selvagens eram vendidos e se disseminou pelo mundo rapidamente. Ainda falta se determinar muita coisa a seu respeito, dizem cientistas, inclusive o quão letal ele é.

Em muitos países, os dados oficiais só incluem mortes ocorridas em hospitais, e não aquelas em casas de repouso ou domicílios.

Os Estados Unidos têm o maior número de casos confirmados de Covid-19, a doença respiratória causada pelo coronavírus, já que soma mais de 680 mil infecções detectadas. A Espanha vem em segundo lugar com cerca de 188 mil casos, seguida pela Itália.

Veja um gráfico com os números do coronavírus pelo mundo: here

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up