for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Alemanha sinaliza mais ajuda a empresas e trabalhadores em dificuldade econômica

FRANKFURT (Reuters) - Políticos da coalizão que forma o governo da chanceler alemã, Angela Merkel, sinalizaram neste domingo que darão ainda mais apoio a negócios e consumidores impactados economicamente pela crise do coronavírus, com foco em hotéis, restaurantes e trabalhadores temporários.

A Dehoga, uma associação industrial que inclui grande fatia das pequenas operações familiares, disse ao jornal Bild am Sonntag que cerca de 70 mil restaurantes e hotéis, que empregam 223 mil pessoas, podem ficar insolventes diante da possibilidade de perda de 10 bilhões de euros de receita até o fim de abril.

O ministro da Economia, Peter Altmaier, disse em entrevista ao mesmo jornal concordar que o setor precisa de apoio para se reerguer.

“É claro que necessitamos de ajuda adicional para impedir que uma grande parte dessas empresas desista e simplesmente desapareça do mercado”, afirmou.

Reportagem de Vera Eckert e Christian Kraemer

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up